Substância é insumo primordial no tratamento de doentes renais e nos últimos 24 meses o aumento do preço superou os 200%
A Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) enviou nesta semana um Ofício ao Ministério da Saúde, Procuradoria Geral da República, Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e PROCON e às empresas fornecedoras da substância de heparina, alertando sobre o aumento abusivo do insumo, primordial para a realização do tratamento de hemodiálise.
De acordo com o documento, a heparina apresentou variação de preço atípica nos últimos dois anos. O frasco de 5 ml teria passado de R$ 7,00 para R$ 23,00, com o abusivo reajuste de mais de 200%. O quadro é agravado quando se usa como parâmetro a variação do dólar, de aproximadamente 40% no mesmo período, e levando-se em conta a disparada atual provocada pela pandemia do coronavírus, somada à inflação de mais de 3,75% em 2018 e 4,31% em 2019.
No Ofício enviado ao Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a Associação reitera que há 30 anos zela pelos interesses e direitos de seus associados e, portanto, solicita providências junto aos fabricantes de tais materiais no sentido de que haja um esclarecimento às clinicas de diálise sobre os motivos dos aumentos bruscos no preço do medicamento.
Além da heparina, a ABCDT denuncia a dificuldade das clínicas associadas em encontrar materiais básicos de segurança pessoal, como máscaras cirúrgicas, luvas e álcool 70%. Tais insumos também apresentam um aumento de preço alarmante desde a chegada do Covid-19 ao país. Na maioria dos estados brasileiros, esse material já é encontrado com escassez pelas clínicas, e ainda com preços altamente abusivos, superando os 150% de aumento.
Yussif Ali Mere Júnior, presidente da Associação, destaca que a iniciativa visa denunciar aos órgãos competentes toda e qualquer cobrança abusiva por parte de fabricantes e vendedores de materiais que são de extrema importância no tratamento de pacientes com Doença Renal Crônica. “Tanto as clínicas de diálise, quanto os profissionais de saúde e mesmo a população, merecem saber os motivos que levaram tais empresas a elevar abruptamente o preço de suas mercadorias. Nossa meta é uma só: criar condições para que as clinicas possam oferecer aos pacientes o tratamento que precisam para sobreviver”.
Sobre a ABCDT
A Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) é uma entidade de classe que representa as clínicas de diálise de todo o país. Tem como principal objetivo zelar pelos direitos e interesses de seus associados, representando-os junto aos órgãos públicos, Ministério da Saúde, Senado Federal, Câmara Federal, Secretarias Estaduais e Municipais. Também representa as clínicas e defende seus interesses individuais e coletivos.
Assessoria de Imprensa
abdct@maquinacw.com
(61) 99966-2003
(61) 2196-7710